6 formas de usar o abacaxi para tratar doenças

Mais do que refrescante e muito saboroso, o abacaxi é uma fruta tropical rica em vitaminas B e C, além de minerais como cobre, potássio e manganês.

Ele pode ser consumido como sobremesas, suco, batidas, coquetéis e muito mais. E o que é melhor: o abacaxi pode ser um grande aliado na luta contra diferentes tipos de doenças.

Veja como usá-lo para:

1- Ajudar a emagrecer: Para quem estiver pensando em emagrecer.

2- Melhorar a digestão: O abacaxi contém uma enzima chamada bromelina, que ajuda a digerir as proteínas que você consome, e evita o inchaço estomacal.

Dica: Consuma uma xícara de abacaxi picado entre cada refeição.

3- Prevenir e tratar resfriados: Para aliviar a gripe e o resfriado comum, basta beber xarope de abacaxi. Misture duas xícaras de abacaxi em cubos, uma colher de sopa de gengibre em pó e suco de limão. Bata tudo no liquidificador e consuma uma colher de sopa três vezes ao dia, até que os sintomas desapareçam.

4- Combater artrite: A bromelina (presente no abacaxi) evita a inflamação das articulações. Já a vitamina C e o magnésio reduzem a dor causada pela artrite. Para alcançar os resultados, consuma um copo de suco de abacaxi pela manhã, com o estômago vazio.

5- Ajudar a controlar a pressão arterial: O potássio presente no abacaxi ajuda a equilibrar a pressão arterial. Mas atenção: para o controle da hipertensão é importante consumir o abacaxi junto com alimentos que contenham nitratos, como beterraba.

Se você tem pressão alta (hipertensão), faça o seguinte: misture no liquidificador uma xícara e meia de cubos de abacaxi, meia xícara de beterraba em fatias, um quarto de xícaras de folhas de aipo e uma xícara de água. Beba um ou dois copos por dia.

6- Eliminar parasitas intestinais: Comer abacaxi ajuda a expelir parasitas intestinais. Para isso, ferva um litro de água com a casca de abacaxi por 15 ou 20 minutos. Depois disso, coe a preparação e beba um copo.

Este é um blog de notícias que contém tratamentos caseiros. Eles não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico.