Bolsonaro é questionado sobre prorrogação do Auxílio Emergencial e responde: ‘Pergunta para o vírus’

A pandemia do novo coronavírus pegou a todos de surpresa quando se alastrou mundo afora no início deste ano, como medida de prevenção e contenção da proliferação viral, a OMS determinou o isolamento social e assim as portas dos comércios foram fechadas, ficando na ativa somente os serviços essenciais como saúde, postos de combustível e supermercados.

Com isso, a maioria das famílias brasileiras passaram a viver em crise por conta dos prejuízos na renda mensal, e assim, para ajudá-los, o governo federal criou o auxílio emergencial.

Os pagamentos do auxílio emergencial começaram em maio deste ano e seriam pagos em apenas três parcelas, mas com a continuidade da pandemia, o governo conseguiu prorrogar o benefício em mais três parcelas no valor de R$ 300,00.

Agora, os brasileiros são surpreendidos com a possibilidade da segunda onda do novo coronavírus e por conta disso, na terça-feira, dia 24, um dos apoiadores do presidente Bolsonaro que estava na porta do Alvorada, o questionou perguntando se o auxílio emergencial seria prorrogado mais uma vez.

No mesmo instante, o presidente Jair Messias Bolsonaro respondeu ao admirador e disse: ‘pergunta para o vírus’. Bolsonaro completou sua resposta dizendo que espera que isso não seja preciso, pois segundo ele, o Brasil não tem como disponibilizar o pagamento para uma possível prorrogação do auxílio emergencial mais uma vez.

Antes de concluir, ele lembrou aos seus apoiadores na porta do Alvorada que nunca foi a favor do confinamento.