Dados mostram que fim da pandemia do coronavírus está próximo e previsto para menos de um mês

Um dos assuntos que mais preocupam a humanidade atualmente é a pandemia do Coronavírus. Em nosso mundo globalizado, o vírus que começou a circular em meados de novembro de 2019, se espalhou para todos os continentes em menos de 5 meses. Hoje, são poucos os países que não registraram casos de infecção pela doença.

Por conta disso, cientistas e pesquisadores do mundo inteiro estão trabalhando para tentar encontrar um tratamento ou mesmo uma cura que possam diminuir os impactos sentidos pela COVID-19. Todos os dias essa doença está tirando vidas.

Por conta disso, muitos estudos estão sendo feitos relacionados com a pandemia. Um dos mais recentes deles foi feito pela Universidade John Hopkins, anunciou que a pandemia pode estar próxima de seu fim já no próximo mês. Entretanto, para alguns países, como o Brasil, as consequências ainda se estenderiam por mais tempo.

Na maior parte dos países do mundo, está ocorrendo uma queda nos casos registrados diariamente. Entretanto, o Brasil, foi um dos países que não foi atingindo pela pandemia logo no seu início. Por isso, ainda estamos passando pelo pico da doença.

Mais de 5 milhões de pessoas tiveram o diagnóstico positivo para a COVID-19. Entretanto, os cálculos já indicam que o número de casos e mortes têm começado a cair.

Os dados da universidade mostram que a pandemia deve perder força nos próximos meses. Contudo, o Brasil, não está incluso nesses índices. Não se sabe quando o pico da doença atingirá o nosso país com certeza, ou se ele já passou. Após o pico, começa a ser observado uma boa redução no número de casos e mortes registradas.

Cientistas iniciaram uma discussão para saber se existirá uma segunda onda da pandemia, ou mesmo, se ela já existiu. Alguns acreditam que sim e que ela já teria acontecia na grande maioria dos países, porém, não foi com tanta força que nem a primeira.