Esperança: apresentador do Jornal Nacional esboça melhora em meio ao coronavírus e divulga vídeo emocionante

O Coronavírus passou ser uma pandemia e já atingiu todos os continentes do mundo. No Brasil, infelizmente, temos um total de 2.000 casos confirmados. A doença tem uma disseminação muito rápida e a infecção se torna de fácil contágio. Diante disso, algumas vítimas foram feitas. Uma delas foi Marcelo Magno, jornalista filiado a Rede Globo.

Na quinta-feira passada (19), Marcelo realizou exames e teve seu diagnóstico confirmada para a COVID-19. Com o passar dos dias, ele precisou ser internado e até mesmo utilizar de aparelhos para respirar. Seu nome é bastante conhecido entre os jornalistas do Piauí, onde ele reside e atua com mais frequência. Apesar disso, Magno também participa do rodízio realizado entre os apresentadores do Jornal Nacional e no começo desse mês chegou a integrar a equipe do telejornal.

Nesta terça-feira (24), o apresentador divulgou uma boa notícia para seus fãs, o que gerou esperanças. Nas redes sociais, ele publicou uma foto, onde aparece ao lado dos profissionais de saúde, responsáveis por seus cuidados.

A fotografia mostrou que ele não está mais usando respiratórios e apresentou uma melhora em seu estado de saúde.

Marcelo Magno apareceu sorrindo e fazendo um gesto de coração com suas mãos. Tudo isso remete a esperança sentida pela a melhora no quadro do apresentador.

Segundo informações da Revista Quem, ele não está mais em isolamento total e já conversa normalmente com os seus médicos e enfermeiros.
Se especula que Marcelo Magno tenha contraído o Coronavírus no aeroporto. Ele precisou viajar em direção ao Rio de Janeiro para apresentar o Jornal Nacional, no dia 7 de março. Alguns dias depois, começou a sentir os sintomas típicos da doença e a confirmação não demorou para chegar.

A situação de Marcelo Magno aumenta as esperanças dos Brasileiros. Até o momento, tivemos 47 óbitos divulgados decorridos da doença. A maioria dos estados tomou medidas drásticas e anunciou o fechamento de diversos estabelecimentos públicos e comerciais.

Via: revistamarieclaire.globo.com