Fim do mundo? Mar se transforma em ‘sangue’ na Ásia e deixa pessoas com medo

Litoral da cidade de Aktau, no mar Cáspio, ganhou um rastro em meio às suas águas na cor vermelho-sangue. Na última quinta-feira (13), internautas de todos os lugares do mundo ficaram assustados com uma imagem que começou a circular nas redes sociais, onde as águas do mar Cáspio, que fica localizado ao litoral de Aktau, no Cazaquistão, surge como se estivesse se transformando em sangue.

O mar acima citado, de repente ganhou um tom forte de vermelho, em meio a uma parte de neve e tem causado diversas reações nos internautas, mas os cientista explicam esse fenômeno.

Confira a explicação desse ‘rastro de sangue’ no meio do mar, acompanhando a leitura aqui abaixo e ao final deixe seu comentário. Diante do ocorrido, os cientistas que estão ligados à “Ecologia Mangistau”, explicaram que a cor vermelho forte, muito semelhante ao tom do sangue corporal, faz parte de uma diversidade de fenômenos naturais.

Ainda de acordo às explicações, que inclusive foram divulgadas no renomado jornal “Daily Star”, esse fenômeno acontece por conta da concentração de algas diatomáceas, as quais se concentram nas águas congelantes do mar, adquirindo esse tom de cor escarlate e consequentes manchas ou rastos vermelhos.

Segundo informações de Ecologia de Mangistau, foi informado que essa coloração do mar é um fenômeno natural. Ainda de acordo com dados noticiados pelo Daily Star, essas algas não prejudicam as pessoas nem os peixes que existam no mar onde elas possam vir a existir.

Mas, embora os cientista se empenharam para explicar detalhadamente o porque dos gigantescos rastros da cor vermelho forte no mar, os internautas ainda desconfiam que este possa ser um sinal da natureza, indicando que o fim do mundo está chegando, e que está mais próximo do que qualquer pessoa possa imaginar.

E você, o que pensa sobre o assunto? Se possível deixe sua opinião em nossos comentários, nossa equipe terá o maior prazer em acompanhar e tomar conhecimento de sua linha de raciocínio sobre o assunto.

Via: dailystar.co.uk