Menina de 3 anos tem acesso de raiva e quebra o pé de sua mãe após ela desligar seu tablet! “Dor quase insuportável”

Mãe teve o pé quebrado após sua filha de três anos, ter um acesso de raiva, por ter seu tablet desligado! Atualmente as crianças passam grande parte do tempo, entretidas nas telas de celulares. A cada dia nos deparamos com crianças pequenas, utilizando os aparelhos de seus pais, para assistir desenhos animados ou se distrair com joguinhos infantis.

Para os pais, esta tecnologia ajuda bastante, quando se trata de distrair os pequenos, mas até que ponto é sadio deixar os pequenos utilizando tais modernidades? Crianças brincam pouco, se interagem pouco, tudo porque estão concentradas em telas de celular, tablet e computadores.

Um caso assustador aconteceu com uma mãe australiana, com sua filha de apenas 3 anos de idade. A mãe, Emily Dempster, relatou em uma entrevista, que teve seu pé quebrado pela menina, após ter desligado repentinamente o tablet que a criança usava.Em um desabafo, Emily confessou que viver está situação, mudou a vida de sua família para sempre! No dia em que Emily teve seu pé quebrado, a menina de três anos, estava bastante agitada, e ficou, com permissão da mãe, um tempinho a mais do que de costume, usando o aparelho.

Emily, confessou que deixava os filhos em celular, tablete, televisão e computador para se distrair durante o período da manhã, para que conseguisse se arrumar para o trabalho e também para levar as crianças para a escola.

Especificadamente no dia em que a menina quebrou seu pé, ela deixou a criança ficar um pouco além do que de costume, pois estavam atrasados para os compromissos do dia. Normalmente, Emily preparava a criança para o momento de retirar o aparelho de suas mãos, explicava que era hora de desligar, no entanto, neste dia em que estava apressada, ela simplesmente desligou o tablet.

Esta atitude foi suficiente para a menina sair de si. Enquanto Emily foi amarrar seus sapatos, a filha a atacou. Em prantos, a menina se aproximou da mãe e com total força jogou o tablet em seu pé. Emily relata que a filha teve um ataque de raiva! Após ser atingida pelo objeto, Emily sentiu uma dor muito forte, quase insuportável e precisou ser levada para o hospital, onde foi constatado que seu pé estava quebrado. Emily ficou seis semanas com o pé engessado.

Viver esta situação assustadora, foi a gota d’água que faltava para que juntamente com seu esposo chegassem a uma decisão que envolvia toda família. O casal decidiu retirar de todos os filhos, os celulares, computadores, tablets, enfim, tiraram tudo! Segundo Emily, no início as crianças pareciam estar sofrendo de abstinência, era como pessoas viciadas em drogas. Em seu relato, ela detalhou que os filhos ficavam em posição fetal se balançando, chegavam a gritar, mas nada fez com que o casal voltasse atrás nesta decisão.

Em alguns dias, as crianças já não se lembravam mais das telas, passaram a brincar com outros brinquedos, conversar e interagir mais com os pais e ficaram bem mais calmos. A aproximação com a família foi grande, aumentou-se o tempo para o afeto, a família passou a conseguir se arrumar com mais tranquilidade durante as manhãs, sem atrasos e as crianças conseguiam se divertir brincando fora de casa.

Mesmo com mudanças de comportamento tão boas, os pais das crianças se aprofundaram sobre o assunto e compreenderam que proibir totalmente o acesso dos filhos nas telas, não seria a melhor opção. Os filhos precisavam dos aparelhos para realizar pesquisas para os trabalhos escolares, então decidiram que eles poderiam usar, mas, sobre limite de regras. A solução encontrada pelo casal, foi permitir o uso durante a semana, apenas para fazer as lições da escola, aos finais de semana, podem se distrair nos aparelhos, mas por apenas duas horas.

Na casa da família, esta decisão tem funcionado muito bem, eles estão mais próximos, e segundo Emily, até o sono das crianças melhorou, inclusive, o casal agora consegue ter um momento para namorar.

Via: bebemamae.com