Bruno Gagliasso e Rodrigo Faro recorrem a exames de DNA fora do casamento para comprovar paternidade e verdades são expostas

Rodrigo Faro precisou fazer três exames de DNA após ser acusado de renegar a paternidade de uma jovem moradora de Sombrio, cidade de Santa Catarina

Todo o caso foi investigado e julgado nos tribunais da Justiça em 2004, já que segundo Cíntia Gomes, o famoso apresentador da Record é pai de sua filha.

Após todas as confirmações de que Faro não é pai da moça – e o caso ser concluído em 2008 – os veículos de comunicação voltaram a ficar atentos, já que Cíntia usou as redes sociais para detonar o artista, que foi à cidade Araranguá gravar uma matéria.

“É um absurdo, o cara vem na cidade onde mora a filha dele se fazer de bonzinho, ajudando os outros, mas a filha que é bom nada. PS: A vida um dia vai se arrepender, pois tem um Deus que não falha”, disparou a mulher.

O processo em questão alegava que Cíntia, “à época com 15 anos de idade, em dezembro de 1997, na cidade catarinense de Sombrio, compareceu a um espetáculo musical, com a presença do ator televisivo, ora investigado, de quem era fã ardorosa e com quem se encontrou após o show, tocada pelos atrativos físicos do famoso artista da Rede Globo de Televisão.

Em tal encontro, alega a autora que sua mãe, iludida pelas promessas de casamento que lhe fez o galã, cedeu aos seus apelos sensuais, vindo a com ele manter congresso carnal”.Bruno Gagliasso também precisou fazer um exame de DNA que abalou muito seu casamento com Giovanna Ewbank.

No ano de 2014, em entrevista para Marília Gabriela, ele confirmou que traiu sua esposa Giovanna Ewbank com a modelo Carol Francischini. “Não foi uma suposição. Foi um fato, aconteceu”, Bruno relatou.

E ainda confessou que fez o teste de DNA para saber se ele era o pai do filho da modelo na época.

Bruno e Giovanna chegaram a se separar e a notícia abalou muitos os fãs, já que o casal é um dos queridinhos no mundo artístico. Após a confirmação de que o bonitão não é pai da criança, o casal reatou o casamento e adotou Titi, que atualmente está com 5 anos.

Marciano que perdeu a vida em 2019 também precisou fazer um exame de DNA para comprovar a paternidade de Martins. Nesse caso, entretanto, o músico foi reconhecido como o progenitor do rapaz.
A relação entre os dois foi tomada por polêmicas e troca de farpas. No Facebook, Fabiano chegou a ofender Marciano por não ter lhe assumido.

“Chega de ficar em silêncio, porque pra mim um pai que rejeita e nega seu próprio filho é mau caráter”, disparou.

Em resposta, o famoso o processou em R$ 20 mil, e em nota à imprensa, a assessoria revelou que o rapaz “chegou a frequentar a casa de Marciano alguns meses, experimentando inclusive a reunião gratificante de Natal”.

Para o pai, Fabiano se pronunciou contra ele em “expedientes vexatórios”, “extremamente desagradáveis” e de “cunho leviano” em um momento oportunista, por conta da parceria de Marciano com Milionário, em uma “tentativa infeliz de enlamear o trabalho árduo e digno” do pai.

Fonte: otvofoco.com.br