Novo corpo encontrado em caso da família de Flaviana Gonçalves

Um novo corpo foi encontrado próximo ao condomínio onde a família morava. Já houveram no Brasil grandes crimes, que chocaram todo o país e deixaram todos intrigados e revoltados. Recentemente, no último dia 28 de janeiro, um carro foi encontrado carbonizado em uma área rural de São Paulo. Os corpos de Flaviana Gonçalves, de 40 anos de idade, Romoyuji Gonçalves, de 43 anos de idade e Juan Gonçalves, de apenas 16 anos de idade, foram encontrados no porta-malas do veículo abandonado.

Segundo a polícia, eles foram espancados até a morte, e Flaviana teria sido obrigada a dirigir, com marido e filho mortos no porta-malas, até a mata, onde também foi morta e colocada junto deles. O criminoso ateou fogo no carro e fugiu. As suspeitas de cometerem o crime são a filha do casal, Ana Flavia Menezes, e sua namorada. A policia acredita que a motivação de Ana Flávia teria sido a herança dos pais, já que ela também matou seu irmão. Ana e sua namorada estão presas como suspeita do crime. As suspeitas foram levantadas depois de as imagens de câmera de segurança terem sido contraditórias ao que foi dito por elas em depoimento.

Porém, apesar de já ser chocante, o caso ganhou uma nova repercussão. No apartamento das vítimas, houve furto e foram encontradas manchas de sangue. Nesta sexta-feira, 31 de janeiro, um novo corpo foi encontrado perto do condomínio onde a família morada, o que leva a crer que possa ser parte do crime, ainda não se sabe.

O corpo não foi identificado, mas se trata de um homem de 24 anos de idade, também com sinais de espancamento, assim como a família de Ana Flávia, antes de serem carbonizados. A policia aguarda a confirmação da identidade para mais informações.

Não esqueça de deixar o seu comentário. Ele é de grande importância para toda a nossa equipe e sempre contribui para o diálogo de temas com maior relevância para nossos leitores.

Via: noticias.r7.com