Coronavírus: especialista revela cuidados essenciais durante as compras no mercado

A pandemia do novo coronavírus tem mudado completamente a rotina das pessoas ao redor do mundo. O medo de uma doença com um potencial grave em pacientes mais frágeis tem provocado temor e deixado as pessoas mais cuidadosas.

Ainda não existe um remédio para tratar a enfermidade e os especialistas ainda estão tentando desenvolver uma vacina. Até o momento o melhor remédio é a prevenção. Como a Covid-19 é uma doença nova ainda existem muitas dúvidas sobre o assunto.

Numa tentativa de controlar o número crescente de pessoas infectadas, a OMS orientou que os governantes adotassem o isolamento social. Contudo, outros cuidados precisam ser observados. Por exemplo, muitas pessoas têm dúvidas sobre quanto tempo o vírus sobrevive em embalagens, vasilhas e maçanetas.

Uma dúvida frequente é como realizar as compras no mercado e quaisa conduta para evitar contaminação. O médico infectologista Doutor Luis Fernando Waib deu algumas orientações sobre a forma mais segura de fazer as compras ou como proceder ao pedir comida através de aplicativo.

O ideal é fazer uma listinha com tudo que vai ser necessário levar para poder ficar o menor tempo possível dentro do mercado. O especialista ainda ressaltou a importância de evitar levar as mãos ao rosto e manter uma distância segura dos demais consumidores.

O médico alerta que quando estiver no supermercado, o consumidor dever evitar ficar tocando em objetos desnecessariamente, afinal de contas outras pessoas já tocaram antes. Depois que as compras tiverem sido acomodadas no carro, é preciso higienizar as mãos com álcool gel ou lavar com água e sabão.

Pessoas idosas e que tenham alguma doença crônica ou uma saúde mais fragilizada, também devem evitar esses ambientes para evitar o risco de contaminação. Caso a pessoa apresente qualquer tipo de sintoma gripal, o ideal é evitar sair de casa. Mas, se isso não for possível, deve colocar a máscara.

Também é importante ressaltar os cuidados com a compra de frutas. Depois de tocá-las, é preciso higienizar as mãos. Dê preferência para horários que os mercados estejam mais vazios. Essa também é uma forma de evitar aglomeração e consequentemente, o contágio.