Sabonete líquido caseiro, com álcool 70%, ou 96%, para lavar e ajudar a esterilizar as mãos!

Somente três ingredientes, e estará pronto o Sabonete líquido caseiro, com álcool 70% para ajudar a manter as mãos limpas, e higienizadas. Realmente muito eficiente.

Antes de começar a ensinar, vamos passar para vocês, algumas recomendações:

1- Álcool é altamente inflamável, sempre que usar manter distancia de fogão, ou qualquer foco de fogo.
2- Álcool limpa, higieniza. Mas sempre temos que ter em mente, que não pode ser usado nas áreas dos olhos, e partes sensíveis.
3- Vale lembrar que só passar o produto não vai limpar, nem higienizar, temos que colocar nas mãos e esfregar uma na outra, de forma a espumar, em todos os cantinhos. Entre os dedos, sob as unhas, até o meio do antebraço.
4- Álcool e detergente, um ajuda o outro. O sabão limpa, e o álcool higieniza.
5- Use detergente de boa marca. (indico o detergente Ipê), pois a sua fórmula é testada dermatologicamente para não danificar a delicada pele das mãos.

Ingredientes:

– 1 ( 250 ml ) copo de álcool 70% ou mais, 96% é o melhor.
– 1/2 litro de água filtrada.
– 1/2 frasco de detergente de pia, (usei o ipê Maçã). deu aroma e cor. E é testado dermatologicamente para não danificar as mãos. Se preferir, use seu sabonete líquido preferido, apenas acrescente a metade da água e o álcool.
– 1 frasco com espirrador

Modo de preparar:

– Misture todos os ingredientes. Bem misturadinhos, cuidado para não formar espuma.
– Coloque no frasco, com bico espirrador e deixe a disposição na pia.
– Limpa, perfuma e ajuda muito na esterilização.

Como usar:

– Coloque um pouco nas mãos, passe uma mão na outra até espumar bem, entre os dedos, embaixo das unhas, por 20 segundos, e enxague bem.
– Pronto, faça isso, sempre que chegar em casa. Ou achar que precisa.
– Perfumadinho, mais barato, e podemos usar até flagrâncias que mais gostarmos. As lavandas para bebê, deixam delicadamente perfumados.

Dica: Manter as mãos limpas, é um grande aliado.

Atenção: Tenham sempre em mente, que só lavar as mãos não é suficiente para não ser contaminado com bactérias, virus, enfim, mas ajuda, pois sempre levamos as mãos aos olhos, nariz, boca. E quando estamos em ambiente público, sempre corremos o risco de por as mãos em locais sujos, e por conseguinte sujeitos à contaminações.